Governo monta operação e DRU passa em comissão

O governo conseguiu aprovar ontem, a toque de caixa, a prorrogação da Desvinculação das Receitas da União (DRU) por mais quatro anos na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. A votação da proposta, que havia chegado à Casa na véspera, durou menos de cinco minutos.

BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

25 de novembro de 2011 | 03h06

A meta do Planalto é acelerar a tramitação para que a matéria seja votada no plenário, em primeiro turno, na semana que vem. Os líderes da base aliada empenham-se em concluir todo o processo até 22 de dezembro, quando começa o recesso.

Para agilizar o trâmite na CCJ, o governo contou com o apoio ostensivo do PMDB, tendo à frente o líder do partido, Renan Calheiros (AL), que relatou a proposta, e o líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR). O presidente da CCJ, Eunício Oliveira (PMDB-CE), concedeu um prazo simbólico de apenas duas horas de vista da matéria.

A oposição estava ausente no momento da votação, porque estava concentrada na votação do novo Código Florestal em outro local da Casa. Apenas o senador Aécio Neves (PSDB-MG) chegou no final da votação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.