Governo faz mutirão para fechar acordo

Num último esforço para romper o impasse nas negociações, o governo iniciou ontem um mutirão de dois dias de reuniões com núcleos mais radicais de grevistas. O secretário de Relações do Trabalho, Sérgio Mendonça, reafirmou que este fim de semana é a data-limite para que as categorias aceitem os 15,8%, fatiado em três parcelas, oferecidos pelo governo. Segundo ele, quem não aceitar ficará sem reajuste no ano que vem. / VANNILDO MENDES

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.