Governo espera usar modelo em 50% dos pagamentos

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse ontem que metade dos pagamentos dos precatórios em 2012 será feita por meio de leilões. A outra metade seguirá a ordem cronológica. "Metade obrigatoriamente tem que seguir a ordem cronológica e para a outra metade há várias opções. Para este ano escolhemos os leilões", explicou o governador. O objetivo com os leilões, disse Alckmin, é diminuir o valor da dívida e, ao mesmo tempo, realizar um número maior de pagamentos. No leilão, os credores recebem o dinheiro com um determinado desconto, mas o pagamento é feito à vista e antes do prazo. O governador disse que a meta é finalizar o pagamento dessas dívidas antes do prazo, estabelecido para 2022. / FERNANDA GUIMARÃES

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.