Governo e TJ negam acusações

As assessorias do governador Jaques Wagner e do Tribunal de Justiça do Estado negaram irregularidades na contratação da primeira-dama do Estado, Fátima Mendonça.

O Estado de S.Paulo

27 de agosto de 2012 | 03h08

"Talvez a ministra (a corregedora Eliana Calmon, do CNJ) não tenha conhecimento da situação real da servidora (Fátima), que integra o quadro de funcionários do Tribunal há mais de 20 anos e exerce cargo comissionado há quase 14 anos, bem antes de seu esposo ser eleito e assumir o cargo de governador do Estado da Bahia", informou o tribunal, em nota. / F.M. e F.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.