Governo do Estado de São Paulo também tem 'kit gay'

Material voltado ao combate à homofobia para ser entregue a professores foi produzido durante a gestão Serra, em 2009; tucano vem atacando versão petista do guia

16 de outubro de 2012 | 07h43

O governo do Estado de São Paulo também produziu um kit de combate à homofobia nas escolas. O material foi editado em forma de guia para professores em 2009, quando José Serra (PSDB) era governador. Além de temas voltados à sexualidade, são tratados assuntos como bullying, violência, drogas e gravidez na adolescência. A iniciativa integra um programa estadual chamado “Prevenção Também se Ensina”.

 

Segundo a Secretaria Estadual de Educação, as diretorias de ensino têm recebido, desde 1996, materiais didáticos para auxiliar professores sobre esses assuntos.

 

A sistemática usada pelo Estado é semelhante à do material do Ministério da Educação elaborado entre 2008 e 2009. O kit federal trata exclusivamente de discriminação e combate à homofobia. Acabou apelidado de “kit gay” por opositores liderados pela bancada evangélica do Congresso, O material não foi distribuído. Acabou vetado pela presidente Dilma Rousseff em maio do ano passado e, hoje, está em análise por uma comissão do MEC.

 

O kit anti-homofobia do governo federal seria composto de um guia de orientação aos professores e três vídeos. O MEC afirma que o material seria enviado a 6 mil escolas de ensino médio no segundo semestre de 2011, mas só para professores, e não para alunos, como afirmam opositores do projeto - as diretrizes sobre o uso do material, na verdade, ainda não estavam decididas.

 

Parte audiovisual do kit foi produzida pela ONG Ecos. Os vídeos têm diferentes estéticas - teledramaturgia tradicional, animação de fotos e desenhos - e abordam de forma coloquial temas específicos como lesbianismo, transexualidade e bissexualidade.

 

Os materiais estadual e federal têm semelhanças que ultrapassam o formato. Um dos vídeos recomendados pelo kit do governo tucano, “Boneca na Mochila”, foi usado nos seminários de capacitação de professores treinados pelo MEC.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.