Divulgação
Divulgação

Governo do Acre estuda prioridades para segundo mandato

Mesmo ainda sem análise de equipe, infraestrutura, saúde e educação podem ser elencados como urgências

ITAAN ARRUDA, O Estado de S. Paulo

27 de outubro de 2014 | 17h54

A equipe de governo de Tião Viana ainda não tem como elencar as prioridades do segundo mandato, garantido com a reeleição. "Isso nós ainda vamos estudar", advertiu o secretário de Articulação Institucional, José Fernandes do Rêgo, responsável pela elaboração do Plano de Governo referendado nas urnas.

"O plano de governo é uma ferramenta de gestão estratégica, mas esses aspectos pontuais devem ser melhor analisados", observou Rêgo.

Mesmo sem as análises oficiais, já é possível elencar algumas urgências. Em obras de infraestrutura, há duas prioridades: conclusão da pavimentação da BR-364 entre Rio Branco e Cruzeiro do Sul e ponte sobre o Rio Madeira.

Em Educação, destaca-se três prioridades: melhoramento da performance do Ensino Médio, combate ao analfabetismo e intensificar oferta e desempenho do Ensino Técnico/Profissionalizante.

Na Economia: oferecer condições ainda mais atrativas para que a Zona de Processamento de Exportação entre em operação (foi a primeira do país a ser alfandegada e ainda hoje não produz nada).

Na Saúde: conclusão das obras inacabadas, como o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco e o Complexo de Traumato-ortopedia.

Além disso, há projetos inacabados como o Ruas do Povo, uma promessa da campanha de 2010 que pretendia pavimentar todas as ruas do Acre, seja com as falto ou com cerâmica.

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesAcreTião Viana

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.