CARLOS SILVA/CB DA PRESS - 1/7/2014
CARLOS SILVA/CB DA PRESS - 1/7/2014

Governo banca 'Coliseu' no sertão do Ceará

Nos 20 mil lugares previstos para os torcedores - a obra deve ser inaugurada no início do ano que vem - cabem a população inteira da cidade mais 3.641 pessoas

Carmen Pompeu , ESPECIAL PARA O ESTADO

23 de setembro de 2014 | 21h51

FORTALEZA - Em pleno interior do Ceará, a 243 quilômetros de Fortaleza, os 16.359 moradores de Alto Santo estão prestes a ganhar um presente inédito: uma réplica do Coliseu Romano. Mas, 2.000 anos depois, em vez de gladiadores e leões que divertiam o público na versão original de Roma, a construção abrigará entre suas paredes um estádio de futebol. 

Nos 20 mil lugares previstos para os torcedores - a obra deve ser inaugurada no início do ano que vem - cabem a população inteira da cidade mais 3.641 pessoas. O único time do lugar, o Alto Santo Esporte Clube, afundado em dívidas, está inativo desde 2009 e proibido, pela Federação Cearense de Futebol, de disputar torneios oficiais. 


A ideia de construir o estádio partiu do ex-prefeito Adelmo Queiroz de Aquino, conforme revelou ontem o jornal Folha de S.Paulo. “As arquiteturas dos estádios, principalmente no Ceará, são sempre a cara um do outro”, disse ele ao anunciar a obra em 2007. Ele sempre quis “fazer uma obra diferente (...) uma obra para inspirar outros prefeitos, um resgate de um sentimento histórico”.

O estádio foi orçado em R$ 1,3 milhão - sendo metade do valor financiado pelo governo federal, por meio do Ministério do Esporte, que repassou à prefeitura local R$ 619 mil.

Em 2012, o Ministério Público Federal no Ceará instaurou inquérito civil público a partir de denúncia recebida pela Procuradoria da República. Na cidade, há quem considere o novo coliseu “um completo desperdício de dinheiro” e outros moradores para os quais “a cidade precisava se diferenciar”.

Tudo o que sabemos sobre:
Coliseu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.