Governador diz que jornalista 'mente' e que vai à Justiça

O governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) afirmou ontem, em nota, que são "mentirosas" e "irresponsáveis"as declarações do jornalista Luiz Carlos Bordoni de que recebeu dinheiro da Alberto e Pantoja, empresa ligada a Carlinhos Cachoeira, por serviços que prestou à campanha de Perillo em 2010. O governador sustentou que promoverá "todas as ações judiciais cabíveis" contra Bordoni, "na primeira hora de segunda-feira". Na nota, o governo diz que o jornalista foi contratado por meio da agência Art Midi para prestar serviços de gravação de áudio por R$ 33.300,00, e que o pagamento foi realizado "de acordo com as regras legais e constantes da prestação de contas da campanha já aprovadas pela Justiça Eleitoral". Bordoni alega que recebeu R$ 45 mil da Pantoja, além de cerca de R$ 100 mil do comitê financeiro da campanha de Perillo. O jornalista não foi localizado ontem.

O Estado de S.Paulo

02 Junho 2012 | 03h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.