Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Gilmar diz esperar que registro de Lula seja julgado ainda neste mês pelo TSE

Se o caso não obtiver decisão até lá, ministro considera que Lula poderá ser apresentado como candidato no horário eleitoral

Amanda Pupo e Rafael Moraes Moura, O Estado de S.Paulo

22 Agosto 2018 | 15h56

BRASÍLIA - O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta quarta-feira, 22, que sua expectativa é de que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) resolva até o final de agosto a situação do registro do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso e condenado na Lava Jato, nas eleições 2018. O início do horário eleitoral está marcado para o dia 31 de agosto. Se o caso não obtiver decisão até lá, Gilmar considera que Lula poderá ser apresentado como candidato no horário eleitoral. 

“Se não tiver (decisão) vai para a televisão, acho que sim. Mas minha expectativa é que o TSE vai resolver o mais rápido”, respondeu o ministro, que deixou de integrar o tribunal em fevereiro deste ano.

A sinalização do ministro Luís Roberto Barroso, relator do registro de Lula no TSE, é de que irá respeitar os prazos de tramitação do registro da candidatura, o que deve levar o caso ao plenário da Corte Eleitoral apenas no início de setembro. Nesse período, a propaganda partidária já estará sendo veiculada no rádio e na televisão.

Barroso pretende imprimir ao registro de candidatura de Lula o mesmo rito previsto para qualquer outro candidato que dispute o Palácio do Planalto, segundo o Estadão/Broadcast apurou. Nesta quarta-feira, se encerra o prazo para as impugnações da candidatura de Lula, que já é alvo de 14 contestações no TSE.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.