Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Geraldo Alckmin se reúne com embaixadores em Brasília

Diplomatas questionaram tucano sobre combate à corrupção, enfrentamento da violência e projetos para a política externa

Mariana Haubert, O Estado de S.Paulo

17 Setembro 2018 | 18h00

O candidato à Presidência pelo PSDB nas eleições 2018, Geraldo Alckmin, apresentou nesta segunda, 17, as propostas de seu eventual governo a embaixadores de cerca de 30 países em um almoço na capital federal. Ele também respondeu a perguntas dos diplomatas, que queriam saber suas principais ações para áreas como combate à corrupção, diminuição da violência, política externa e comércio exterior.

De acordo com o embaixador brasileiro Rubens Barbosa, que acompanhou a comitiva de Alckmin, o tucano garantiu aos diplomatas que irá dar prioridade para as questões levantadas por eles e afirmou querer ampliar o comércio e as relações com outros países.

Mais cedo, Alckmin já havia defendido a ampliação dos acordos internacionais para o comércio exterior como forma de recuperar o emprego e retomar a atividade econômica do país.

Ao Broadcast, o embaixador da União Europeia no Brasil, João Cravinho, afirmou que esse tipo de encontro é uma oportunidade boa para que os outros países conheçam e entendam melhor os candidatos à Presidência do Brasil. "Somos também democracias e respeitamos a democracia brasileira. Compartilhamos valores e esperamos que eles sejam mantidos", disse.

O almoço foi realizado na casa oficial de Cravinho. O grupo de diplomatas já fez encontros semelhantes com os candidatos à Presidência Alvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PDT), Fernando Haddad (PT), Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede).

Fontes que participaram dos encontros afirmaram ao Broadcast que os embaixadores demonstraram ter ficado mais satisfeitos com as apresentações de Ciro Gomes e Alckmin. Em relação a Bolsonaro, o corpo diplomático estrangeiro demonstrou certa preocupação.

Alckmin tem realizado uma série de agendas em Brasília nesta segunda. Pela manhã, ele assinou um termo de compromisso com investimentos para a primeira infância. O documento foi elaborado pela Rede Nacional de Primeira Infância e pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância).

Em seguida, o tucano deu entrevista para jornalistas de veículos de imprensa internacional. Depois ele seguiu para o encontro com os embaixadores e, em seguida, visitou uma cooperativa de reciclagem na Estrutural, região administrativa do Distrito Federal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.