Tiago Queiroz / Estadão
Tiago Queiroz / Estadão

Geraldo Alckmin liga para cumprimentar João Doria após eleições

O ex-governador afirmou que está em seu sítio em Pindamonhangaba, no Vale do Paraíba, e que não ligou antes porque o sinal de celular pega mal no local

Fábio Leite e Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

29 de outubro de 2018 | 18h04

O ex-governador Geraldo Alckmin, presidente nacional do PSDB, telefonou na tarde desta segunda-feira, 29, para João Doriaeleito governador de São Paulo nas eleições 2018. Alckmin disse que está em seu sítio em Pindamonhangaba, no Vale do Paraíba, e não ligou antes porque o sinal de celular pega mal no local.

Doria também conversou com o governador Márcio França (PSB). O tucano avisou que seu vice, Rodrigo Garcia (DEM), vai coordenar a transição. França então informou que vai tirar alguns dias de descanso para se recuperar de uma pneumonia. "A conversa (com Alckmin) foi boa, positiva, de cumprimentos. Ele se desculpou (por não ter ligado no domingo, 28). Disse que está no sítio e pega mal o telefone lá. Enfim, eu aceitei. Acredito que pegue mal mesmo o telefone em Pinda", disse Doria ao Estado.

No fim da tarde , Serra escreveu uma mensagem para Doria pelo Twitter. “Desejo ao governador eleito de São Paulo, @jdoriajr, boa sorte na sua gestão. Como senador por São Paulo, estarei à disposição para encaminhar e apoiar todos os projetos que correspondam aos interesses da população do nosso Estado”, afirmou o senador. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também enviou uma mensagem de congratulação.

Antes das mensagens, Doria tinha minimizado o fato de não ter recebido os telefonemas. "Não classifico isso como um problema. O fato de ligar ou não ligar não é relevante. Para mim, ligado eu estou aos quase 11 milhões de votos que recebi. Isso que é importante."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.