Gabeira promete reagir a ataques de Paes

O candidato à prefeitura do Rio pelo PV, Fernando Gabeira, assim como o adversário Eduardo Paes (PMDB), optou por não fazer campanha na rua e passou o dia se preparando para o debate da TV Globo. Gabeira nadou pela manhã no clube Flamengo. Depois, em entrevista, disse que, nestes últimos dias antes da eleição, não pretende atacar o adversário, mas prometeu reagir se for provocado. "Muita gente diz que não estou me defendendo à altura, esperando que eu ataque o adversário. Eu não vou atacar. Vou apenas me defender colocando as questões que estão na mesa", afirmou. No programa eleitoral da tarde, Paes exibiu eleitores anônimos que destacavam a prometida parceria da prefeitura com o governador Sérgio Cabral e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mostrou também a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, responsável pela execução do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). Antigos colaboradores lembraram a disposição de Paes - que já foi subprefeito, secretário municipal de Meio Ambiente e secretário estadual de Turismo, Esporte e Lazer - para o trabalho, com reuniões marcadas para as 6 horas da manhã.Gabeira levou ao programa o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga, além dos artistas que marcaram toda a campanha do PV, como Lulu Santos e Caetano Veloso. Expoente da Teologia da Libertação, o padre Leonardo Boff também pediu votos para o candidato. Lembrou a ação de Gabeira em ajuda a vítimas de uma enchente em Petrópolis durante a madrugada. O deputado reiterou o compromisso de não nomear políticos para cargos na prefeitura, se for eleito. E insistiu no pedido de que os eleitores não viajem amanhã, apesar do feriado dos servidores na segunda-feira, marcado pelo governador Sérgio Cabral. Em tom emocional, tanto Paes quanto Gabeira agradeceram aos eleitores a atenção e o carinho durante a campanha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.