Gabeira e Paes estão empatados, diz boca-de-urna

Sondagem confirma a pesquisa do último sábado, que já havia mostrado o empate entre os candidatos

da Redação

26 de outubro de 2008 | 17h07

A pesquisa Ibope de boca-de-urna, divulgada neste domingo, 26, aponta empate técnico entre os candidatos à Prefeitura do Rio, Fernando Gabeira (PV) e Eduardo Paes (PMDB). Segundo a pesquisa, Paes aparece com 51% e Gabeira com 49%. A margem de erro é de dois pontos percentuais.   Veja também: Paes vota e diz que tem 'leve vantagem' Especial: Perfil dos candidatos do Rio  'Eu prometo' traz as promessas de Gabeira e Paes  Geografia do voto: Desempenho dos partidos nas cidades brasileiras  Confira o resultado eleitoral nas capitais do País     A sondagem confirma as últimas pesquisas que já haviam mostrado o empate. Os institutos Ibope e Datafolha apontaram, anteontem, que Paes teria 51% dos votos válidos (sem contar nulos e brancos) e Gabeira, 49%.     O candidato do PV  votou por volta das 8h20 numa escola municipal na zona sul da cidade e disse estar confiante na vitória e comparou as eleições cariocas a uma corrida de cavalos, que ele vencerá "por um nariz".   Disputado como celebridades pelas câmeras de fotógrafos e cinegrafistas, ele chegou à zona eleitoral em jipe aberto que já foi apelidado por eleitores e jornalistas de "gabeirão". Gabeira mostrou otimismo e disse estar preocupado com a possibilidade de fraude. Segundo o candidato, há suspeita de que alguns mesários teriam sido pagos para votar no seu adversário, pouco antes das 17 horas, por eleitores ausentes, mas ressalvou que isso não comprometerá a sua vitória.    O candidato do PMDB votou no Gávea Golf Clube, em São Conrado, zona sul do Rio, acompanhado de seus filhos, Bernardo, de 4 anos, e Isabela, de 2, e da mulher, Cristine. Ele se disse confiante, mesmo com as últimas pesquisas tendo apontado um empate técnico com o adversário.    

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.