Fux canta para novo presidente

Ministro recorre a guitarra para saudar Barbosa

O Estado de S.Paulo

24 de novembro de 2012 | 02h01

A casa estava cheia, o que é comum nas festas de Brasília, e os vivas ao novo presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, partiam de todo lado. Foi então que o ministro Luiz Fux criou coragem e subiu ao palco, anteontem à noite, e tomou emprestada a guitarra do conjunto musical. Anunciou então seu número: Um dia de domingo, composição de Michael Sullivan e Paulo Massadas cantada por Tim Maia.

O burburinho ao fundo continuou, mas o pessoal mais próximo do palco ajudou a encorpar o solo do ministro. Fux dedilhou acordes comportados e repetiu os refrões. Cantou mais longe do microfone do que deveria, mas arrancou até gritinhos e aplausos no final.

"Eu queria oferecer essa homenagem ao meu amigo, o ministro Joaquim Barbosa", disse no meio da música. "Em seu discurso, com todas as letras, ele disse que ministros e juízes são homens simples e do povo." Fux lembrou também Ricardo Lewandowski, o novo vice, e de Ayres Britto, o presidente que saiu - no que foi o momento mais aplaudido da noite. Horas antes, no STF, Fux homenageou Barbosa como "paradigma de cultura, independência, coragem e honradez".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.