Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Funcionárias foram demitidas

A Operação Lava-Rápido reuniu depoimentos de um grupo de servidoras administrativas da Secretaria da Fazenda que confessaram o desvio de processos de autuações fiscais de empresas. Elas foram demitidas. Seus relatos apontaram para o juiz Élcio Fiori, mas não o envolvem no sumiço de processos. Uma delas contou que processos de valores mais elevados eram distribuídos para Fiori. As servidoras foram corrompidas por empresários. Recebiam propinas para sumir com processos. A Polícia Federal indiciou o grupo por quadrilha, corrupção e subtração de documentos. A PF estima que pelo menos 100 processos foram surrupiados - total ou parcialmente. / F.M.

O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2013 | 02h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.