Disputa de 2º turno no Rio ainda está indefinida, diz Datafolha

Crivella, do PMDB, mantém liderança com 32%; Pedro Paulo, do PMDB, aparece com 12%, na 3ª posição

Roberta Pennafort, O Estado de S.Paulo

01 de outubro de 2016 | 18h25

RIO - Pesquisa Datafolha para a eleição do Rio, divulgada neste sábado, 1º, mostra crescimento do candidato do PSOL à prefeitura, Marcelo Freixo, que chegou a 16% das intenções de voto. Tecnicamente, porém, ele ainda está empatado em  segundo lugar com Pedro Paulo (PMDB), apoiado pelo atual prefeito, Eduardo Paes. Com 12%, Pedro Paulo aparece, pela primeira distante numericamente em relação ao postulante do PSOL e agora é perseguido de perto por Índio da Costa (PSD), que tem 11%, e Carlos Osório (PSDB), com 10% - ambos também em empate técnico com o socialista e o peemedebista. Jandira Feghali (PC do B) ficou com 7%. O líder isolado da disputa ainda é o candidato Marcelo Crivella, do PRB, com 32%.

Da pesquisa anterior, divulgada na segunda-feira, para esta, Crivella caiu cinco pontos percentuais, e Freixo subiu três. Pedro Paulo oscilou dois. Índio subiu quatro; Osorio avançou três; Flavio Bolsonaro (PSC) recuou de 10% para 8%; e Jandira recuou dois pontos. O levantamento foi feito ontem e hoje, após o debate de quinta-feira entre os candidatos na Rede Globo. O Datafolha ouviu 2.159 eleitores  - 54% afirmaram ter assistido ao debate da Globo.

A margem de erro é de dois pontos porcentuais para cima ou para baixo. Ainda assim, esta é a primeira vez que o segundo colocado nas pesquisas se distancia mais do terceiro, aumentando suas chances no segundo turno. O que os diferencia é a tendência de alta de Freixo e de queda de Pedro Paulo. A margem de erro também explica a permanência do empate técnico com quatro candidatos na segunda colocação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.