Divulgação/Campanha de Márcio França
Divulgação/Campanha de Márcio França

França grava propaganda eleitoral no Senai com Skaf

Inserção de 30 segundos será exibida nas emissoras de TV nesta quinta-feira, último dia de horário eleitoral nas emissoras

Paula Reverbel, O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2020 | 21h25

O ex-governador Márcio França (PSB), candidato à Prefeitura de São Paulo, gravou propaganda eleitoral no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) da Vila Leopoldina nesta quarta-feira, dia 11. A inserção de 30 segundos será exibida nas emissoras de TV nesta quinta-feira, último dia de horário eleitoral nas emissoras, e trata da possibilidade de se firmar convênio entre rede de ensino municipal a instituição. Na agenda de campanha, França foi recebido pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, aliado do presidente da República, Jair Bolsonaro. Skaf aparece na propaganda.

"O padrão da qualidade escola vai ser adotado na Prefeitura de São Paulo. Skaf disse ao Márcio que da para fazer convênio", diz a peça. "Igual a essa escola aqui, nós temos 22 em São Paulo do Senai. Nós queremos que as escolas façam parcerias com a Prefeitura. Todos os alunos que quiserem vão poder fazer Senai", afirma o candidato na peça.

Na coletiva no final da agenda, Skaf e França afirmaram à imprensa que a ida à instituição foi uma visita institucional de um ex-governador.

Houve, na semana passada, a previsão de que ambos se encontrassem no sábado, dia 7. De acordo com a campanha do peessebista, a agenda não chegou a acontecer. Em 2018, Skaf disputou o governo paulista, mas não foi para o segundo turno e acabou apoiando França contra João Doria (PSDB). O tucano venceu a eleição, mas perdeu na capital por quase 1 milhão de votos.

Aliado do presidente da República, Skaf é apontado por aliados do mandatário como potencial candidato do Palácio do Planalto ao governo paulista em 2022.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.