HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO
HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO

França diz ter votado em Alckmin 'com orgulho' e critica Doria

Candidato ao governo de São Paulo afirmou ainda que espera ver um presidente paulista ganhar as eleições

Gilberto Amendola, O Estado de S. Paulo

07 Outubro 2018 | 11h33

O governador e candidato Márcio França (PSB) votou no colégio E.E Ludovina Credídio Peixoto, no Itaim Bibi, zona oeste da capital paulista, às 10h deste domingo. Depois de votar, França comentou a declaração de seu adversário, João Doria (PSDB), que afirmou votar em Geraldo Alckmin "por solidariedade".

"Votei no Alckmin com orgulho. Doria votou contrariado. Todo mundo sabe que ele queria ser candidato à presidência da República e o governo do Estado é um prêmio de consolação que ele foi buscar", disse.

França afirmou que Alckmin não está melhor nas pesquisas pelas circunstâncias emocionais que a campanha tomou. "A eleição começou e acabou com aquela facada", disse, referindo-se ao atentado a Jair Bolsonaro (PSL).

França declarou que espera que o Brasil tenha um presidente paulista. A afirmação abraça os quatro primeiros colocados na corrida presidencial: Jair Bolsonaro, Fernando Haddad (PT), Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB).  Sobre o governo do Estado, o governador considera que a disputa está aberta e acirrada entre os três principais candidatos: ele, João Doria e Paulo Skaf (MDB).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.