'Foi justo', diz magistrado que recebeu R$ 420 mil

O desembargador Alceu Penteado Navarro, presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), entregou ao Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo copias de comprovantes de despesas médicas de familiares dele. Os documentos reforçam a defesa que Navarro já havia apresentado no procedimento administrativo que apura o pagamento de R$ 420 mil a ele concedido, em caráter antecipado, em 2010. Navarro é um dos 29 magistrados da corte cujos créditos estão sob inspeção. "É complemento de documentos que comprovam problemas de saúde em minha família", afirmou ontem o desembargador. "As despesas estão no meu Imposto de Renda. Acho justo o motivo (da antecipação), problema de saúde foi o motivo de todo mundo." / FAUSTO MACEDO

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.