'Fim' do Bolsa Família ainda assusta beneficiários

Apesar de já ter sido desmentido pelo governo, o boato sobre o fim do Bolsa Família, que causou tumulto entre beneficiários do programa no fim de semana, continuava ontem levando pessoas aos pontos de atendimento da Caixa Econômica Federal em Salvador.

O Estado de S.Paulo

22 de maio de 2013 | 02h07

Na agência do bairro Comércio, por exemplo, sete beneficiários buscavam informações. "Foi a mesma pessoa que me falou sobre o fim do programa e, depois, voltou atrás", contou a diarista Marinalva Passos Santos. "Tive de vir tirar a dúvida. Hoje é minha única fonte fixa de renda." De acordo com ela, os boatos s começaram no sábado no bairro periférico de São Tomé de Paripe, onde mora. "O entregador de frutas que começou a história lá, depois de ouvir no Ceasa (Central da Abastecimento). Minha mãe ficou tão nervosa que chorou quando contei para ela."

No Maranhão, o boato também se proliferou por meio de comentários boca a boca. A dona de casa Maria da Silva, moradora da zona rural de São Luís, disse que soube por uma vizinha que o programa seria extinto e por isso foi a uma agência da Caixa no domingo. "Ouvi gente dizendo que recebeu e que tinha ido ao banco e que havia dinheiro. Mas não consegui nem ver nada porque o banco havia sido destruído e foi um grande tumulto."

Leila Simony da Silva, beneficiária do Bolsa Família há três anos e que recebe R$ 134 por mês do programa federal, soube do boato ainda no sábado na Ilha de Joaneiro, área pobre no bairro de Campo Grande, no Recife. "Fui no sábado mesmo pegar meu dinheiro e nem enfrentei fila."

Joana D'Arc Abreu foi informada em Fortaleza que o governo estava pagando um bônus de R$ 50 pelo Dia das Mães. "Fui na Caixa da Parangaba (bairro de Fortaleza) e aqui não tinha bônus nenhum", lamentou. / TIAGO DÉCIMO, ANGELA LACERDA, LAURIBERTO BRAGA e ERNESTO BATISTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.