FHC sugere que petista faça uma 'autocrítica'

'Tem que fazer (críticas) mesmo. Quem sofre é a população', disse o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso

Guilherme Walternberg, O Estado de S.Paulo

14 Junho 2013 | 02h03

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirmou ontem que a presidente Dilma Rousseff deveria fazer uma "autocrítica" após comparar a oposição ao Velho do Restelo, personagem pessimista de Luís de Camões que aparece em Os Lusíadas. "Acho que (os velhos do Restelo) são os que olham para trás. Ela devia fazer uma autocrítica", disse o tucano, em evento no instituto que leva seu nome.

Dilma fez a comparação com o personagem anteontem, ao contra-atacar críticas que consideram o governo "leniente" com a inflação. "Tem que fazer (críticas) mesmo. Quem sofre é a população", disse FHC. Para ele, a inflação não está fora de controle e poderia ser administrada com "relativa facilidade". "Tem que ser uma combinação da política monetária, com a taxa de juros, com uma política fiscal." Para isso, segundo o tucano, bastaria vontade política. Embora tenha reconhecido que "houve muita coisa em que o Brasil avançou" nos dez anos de governo petista, FHC afirmou que, nesse período, "a cultura política, o clientelismo, a corrupção pioraram".

Ao ser questionado sobre a queda da avaliação da presidente, FHC disse ser bem possível que a disputa de 2014 tenha dois turnos. "É provável que sim, desde que haja três ou quatro candidatos. Aí a probabilidade é grande."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.