FHC diz que queria ter feito mais reformas

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirmou ontem se arrepender de não ter feito reformas que entrassem em vigor no médio prazo, entre elas, a reforma política. "Me arrependo hoje de não ter feito reformas para valerem em cinco anos, é mais fácil de aceitar. Não sei se essa pressa vai facilitar ou dificultar a reforma política. O fato de não dar tempo para 2014 (para vigorar nas próximas eleições) não deve ser impedimento de o Congresso discutir a sério", afirmou o tucano, que participou de reunião do Instituto Teotônio Vilela com a presença do senador Aécio Neves (MG), e de antigos colaboradores do governo tucano.

Luciana Nunes Leal, O Estado de S.Paulo

06 de julho de 2013 | 02h10

FHC alertou que um plebiscito não pode servir para manipular eleitores e que é preciso tempo para esclarecer o que será discutido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.