Falta engajamento ao PT, diz Valente durante sabatina

Candidato criticou também os ganhos que os bancos estão registrando no governo do presidente Lula

ELIZABETH LOPES E ANNE WARTH, Agencia Estado

08 de setembro de 2008 | 12h29

O candidato do PSOL  Ivan Valente afirmou nesta segunda-feira, 8, no último dia da série de sabatinas promovida pelo Grupo Estado com os candidatos que concorrem à Prefeitura de São Paulo, que o PT não conta mais com engajamento partidário. E criticou a campanha da adversária do PT, Marta Suplicy, dizendo que ela tem de contratar militantes para atuar neste pleito. "Não é à toa que a Marta contrata visitadores pagos, cadê os militantes?", provocou. O vídeo da sabatina pode ser visto na TV Estadão (clique aqui).     Veja também: Especial: Perfil de Ivan Valente  Ivan Valente classifica pedágio urbano de elitista Valente defende revisão do endividamento do município de SP Valente promete fim de lixões em 10 anos e coleta seletiva Blog: principais declarações de Alckmin, Marta, Kassab, Maluf, Soninha e Valente  Veja gráfico com a última pesquisa Ibope/Estado/TV Globo  Vereador digital: Conheça os candidatos à Câmara de SP  As regras para as eleições municipais  Tire suas dúvidas sobre as eleições de outubroO candidato do PSOL criticou também os ganhos que os bancos estão registrando no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Para Valente, o momento é de pragmatismo e citou "o assistencialismo básico" que o governo Lula tem dado aos bancos, em razão dos lucros que o setor vem registrando.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.