Divulgação/Eymael
Divulgação/Eymael

Eymael: 'Fortes sinais', mas não tão claros assim

Em sua quinta tentativa de se eleger presidente, candidato da DC pôde atestar mais uma vez a popularidade de seu histórico jingle e inovar com seus 'sinais'

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

07 Outubro 2018 | 05h00

Os “fortes sinais” que Eymael enxerga mais uma vez não foram tão claros assim. Em sua quinta tentativa de se eleger presidente da República, o candidato da Democracia Cristã, partido do qual é fundador e presidente desde 1995, viu por mais um ano suas intenções de voto ficarem perto de zero. 

Por outro lado, o ex-deputado que integrou a Constituinte pôde atestar mais uma vez a popularidade de seu histórico jingle, que resiste desde 1985, “Ey, Ey, Eymael, um democrata cristão”. Por aparecer de forma discreta nos segundos que dispunha na TV, o jingle foi “cobrado” nas redes sociais. Por lá, ainda surgiram debates sobre quais seriam os “sinais, fortes sinais” a que Eymael se referia em seu programa.

“São sinais de um novo tempo, de um novo e melhor Brasil, que nós podemos e devemos construir”, disse o candidato à Rádio Gaúcha. “E realmente, ficou tão forte que virou a marca da campanha."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.