Ex-diretor da Delta deixa prisão, mas sob condições

O ex-diretor da Delta Construções para a região Centro Oeste Cláudio Abreu deixou o presídio da Papuda, em Brasília, por volta de 2h30 da madrugada de ontem em alta velocidade, a bordo de uma caminhonete de seu advogado, Fabrício Correia de Aquino.

O Estado de S.Paulo

10 de junho de 2012 | 03h08

Personagem chave do escândalo envolvendo o contraventor Carlos Cachoeira, ele estava preso desde 25 de abril. Na sexta feira, a juíza Ana Claudia Barreto, da 5.ª Vara Criminal, revogou a prisão preventiva de Abreu, mas lhe impôs condições. O executivo terá que entregar o passaporte e, todos os meses, comparecer em juízo. Ele recebeu ordens, ainda, para não fazer contato com réus ou testemunhas da Operação Saint-Michel, desdobramento da Monte Carlo. Para a juíza, em liberdade Abreu não oferece riscos. "Os crimes que lhe foram imputados são de conhecimento nacional, de maneira que dificilmente conseguiria praticar novas condutas semelhantes." / DIDA SAMPAIO e MARIÂNGELA GALLUCCI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.