Ex-diretor da Delta, Cláudio Abreu deixa prisão em Brasília

Abreu havia sido preso na Operação Saint-Michel, desdobramento da Operação Monte Carlo, que prendeu Carlinhos Cachoeira

BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2012 | 03h05

Integrante do esquema do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, o ex-diretor da Delta na Região Centro-Oeste Cláudio Abreu foi solto ontem por ordem da juíza da 5.ª Vara Criminal de Brasília. Abreu havia sido preso na Operação Saint-Michel, deflagrada pela Polícia Civil e pelo Ministério Público do DF como desdobramento da Operação Monte Carlo, da Polícia Federal.

A prisão preventiva foi revogada, mas a Justiça estabeleceu medidas cautelares em substituição à custódia preventiva, entre elas, entregar seu passaporte e comparecer mensalmente perante o juízo, independentemente de intimação e até a prolação da sentença. Além disso, está proibido de manter contato com os demais réus e pessoas citadas na denúncia. A juíza considerou que a liberdade de Abreu não representa risco à ordem pública, "visto que não é mais diretor da Delta e, ainda que fosse, os crimes que lhe foram imputados são de conhecimento nacional, de forma que dificilmente conseguiria praticar novas condutas semelhantes".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.