Ex-algoz do PT agora sofre na eleição de Curitiba

Um dos relatores da CPI dos Correios, que investigou o mensalão em 2005, o candidato do PDT à Prefeitura de Curitiba, Gustavo Fruet, recebeu o apoio do PT nestas eleições municipais e virou alvo de críticas de adversários.

O Estado de S.Paulo

23 de setembro de 2012 | 03h08

No mês passado, a campanha à reeleição de Luciano Ducci (PSB) distribuiu panfletos que associavam Fruet ao episódio do mensalão, em julgamento pelo Supremo Tribunal Federal desde agosto. O folheto apontava que o homem que "queria ver Lula e petistas na cadeia" virou "aliado dos amigos de José Dirceu", e exibia uma imagem do candidato ao lado de fotos de Dirceu, Marcos Valério, Delúbio Soares, José Genoino e outros réus do processo. A coligação do candidato pedetista entrou na Justiça Eleitoral e conseguiu a retirada dos panfletos de circulação.

Dias depois, um novo panfleto - produzido também pela coligação do atual prefeito - começou a circular pela capital paranaense: "Gustavo Fruet mudou de lado. Ele agora está com o PT".

Na última pesquisa Ibope, divulgada dia 14, Fruet aparece em terceiro lugar na disputa municipal, com 16% das intenções de voto. Ducci, o atual prefeito da cidade, lidera a disputa, com um ponto de vantagem sobre o candidato do PSC, Ratinho Júnior (31% ante 30%).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.