AP Photo/Silvia Izquierdo
AP Photo/Silvia Izquierdo

'Estamos com uma mão na faixa', diz Bolsonaro sobre a eleição

Para candidato do PSL, Haddad não vai tirar uma diferença de 18 milhões de votos até o dia do segundo turno

Marcio Dolzan / RIO, O Estado de S.Paulo

17 de outubro de 2018 | 13h27

RIO - A liderança com 18 pontos de vantagem nos votos válidos sobre Fernando Haddad (PT), de acordo com a última pesquisa Ibope, já faz o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, considerar-se praticamente eleito. "Nós estamos com uma mão na faixa, é verdade. Pode até não chegar lá, mas estamos com uma mão na faixa. Não vai tirar 18 milhões de votos de agora até daqui a dois domingos. Não vai tirar isso", afirmou o presidenciável logo após visitar a sede da Polícia Federal, no Centro do Rio. 

Pouco antes da declaração, o candidato havia desconversado sobre a ampla vantagem. "Eu não estou preocupado com isso. Eu quero é ajudar o Brasil", disse. 

Candidato pode faltar a debates mesmo com liberação médica

No evento, Bolsonaro disse ainda que irá aguardar a avaliação dos médicos marcada para esta quinta para decidir se irá participar de debates na reta final do segundo turno. O presidenciável, contudo, admitiu que pode deixar de comparecer a encontros com Fernando Haddad mesmo se for liberado pela equipe médica. "Tudo na política é estratégia", afirmou.

Ao deixar a sede da Polícia Federal no Centro do Rio, Jair Bolsonaro afirmou que não está fazendo "papel de vítima". "Eu levei uma facada, não foi... Não era rinite, igual o Haddad teve e ficou sete dias sem ir (à prefeitura) de São Paulo. Perdi dois litros de sangue, cortou o intestino grosso, fezes se espalharam por todo meu organismo. Fui submetido a uma segunda cirurgia no dia 12, que começou às 9h da noite e terminou às 5h da manhã. Não foi uma brincadeira. Eu perdi 15 quilos, foi um atentado", declarou Bolsonaro.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.