TV ESTADÃO
TV ESTADÃO

‘Estadão’ tem recorde de audiência com 1º turno

Site do jornal foi visualizado mais de 40 mi de vezes no último domingo, com 6,5 mi de visitantes únicos

O Estado de S.Paulo

12 Outubro 2018 | 05h00

Com cobertura multiplataforma, o Estado bateu seu recorde histórico de audiência no último domingo, 7, dia do primeiro turno das eleições 2018, com 40,9 milhões de visualizações de páginas e 6,5 milhões de visitantes únicos, que fizeram 7,7 milhões de visitas, segundo a ferramenta Google Analytics.

No início da noite, quando a apuração dos votos começou, os jornalistas William Waack e Eliane Cantanhêde, colunistas do jornal, receberam analistas e cientistas políticos para um bate papo ao vivo, direto da redação.

Em termos de usuários únicos, o recorde anterior, de 3,4 milhões, ocorreu no dia do atentado a Jair Bolsonaro (PSL), em 6 de setembro.

O recorde anterior de páginas vistas, de 12,2 milhões, foi em 7 de outubro de 2012, dia do primeiro turno das eleições municipais, quando José Serra (PSDB) e Fernando Haddad (PT) foram os candidatos mais votados.

Estadão Verifica. Para combater a disseminação das fake news, o jornal mantém desde junho o Estadão Verifica, blog para checagem de fatos que já obteve mais de 2,2 milhões de pageviews e participa do Projeto Comprova, coalizão de 24 veículos brasileiros cuja tarefa é combater a desinformação nas eleições deste ano.

Das diversas checagens feitas até agora, a que obteve maior audiência foi a respeito dos protestos contra Bolsonaro, no dia 29 de setembro, em São Paulo. Uma campanha acusou o jornal de ter usado fotos que não seriam do evento, fato que foi desmentido.

“Carrapatos”. No primeiro turno, repórteres do Estado acompanharam diariamente em vídeo a rotina e a agenda dos principais candidatos à Presidência da República: Geraldo Alckmin (PSDB), Jair Bolsonaro (PSL), Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT) e Fernando Haddad (PT). Até o fim de setembro, os 121 vídeos já haviam recebido mais de 1,8 milhão de visualizações, somando a audiência do YouTube, Instagram TV e outras plataformas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.