Jose Patricio/Estadão
Jose Patricio/Estadão

Erundina acompanha julgamento no STF sobre a participação de partidos nanicos em debates

O PSOL é um dos que entrou com ação no Supremo para questionar as novas regras eleitorais que estabelecem que as emissoras são obrigadas a convidar para os debates apenas candidatos cujos partidos possuam pelo menos nove deputados na Câmara

Isadora Peron, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2016 | 15h22

BRASÍLIA - A candidata à Prefeitura de São Paulo Luiza Erundina (PSOL) está no Supremo Tribunal Federal (STF) para acompanhar o julgamento sobre a participação de partidos nanicos em debates.

O PSOL é um dos partidos que entrou com ação no STF para questionar as novas regras eleitorais que estabelecem que as emissoras são obrigadas a convidar para os debates apenas candidatos cujos partidos possuam pelo menos nove deputados na Câmara.

"Isso é uma cláusula de barreira", afirmou Erundina. Ela disse que conversou pessoalmente com os ministros da Corte.  

A candidata não participou do primeiro debate promovido pela TV Bandeirantes na segunda-feira. Em contrapartida, ela fez um protesto na frente da emissora.  

Outro candidato a prefeito de São Paulo, Levy Fidelix (PRTB), também moveu uma ação questionando a regra. Ele também está no Supremo para acompanhar a decisão dos ministros. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.