Energia nuclear não entra em programa ambiental de Aécio

Tema ficou de fora de capítulo do programa de governo do tucano sobre o meio ambiente, que será apresentado nesta segunda

Pedro Venceslau, enviado especial a Belo Horizonte, O Estado de S. Paulo

29 de setembro de 2014 | 15h52

Belo Horizonte - Considerado um tema polêmico entre ambientalistas, a energia nuclear ficou de fora do capítulo do programa de Aécio Neves (PSDB) sobre o meio ambiente, que será divulgado nesta segunda-feira, 29, em um debate com internautas pelo Facebook. O candidato também não se comprometerá com metas pré-definidas para a área. "Optamos por não ter uma métrica detalhada. Não assumimos compromissos que não vamos cumprir", diz Fábio Feldmann, coordenador do programa da área de meio ambiente do tucano. 

Feldmann estará junto com  José Carlos Carvalho, ex-ministro de Meio Ambiente do governo Fernando Henrique, na divulgação do programa realizada nesta segunda. Entre outras propostas estão a implementação do cadastro ambiental rural e a promessa de garantir acesso pela internet à todas as etapas do processo de licenciamento ambiental no País.

O programa tucano também  promete manter o Ministério Público informado de todas etapas do procedimento e ainda retirar "tudo que é cartorial e burocrático" do licenciamento. A proposta do PSDB também garante que Aécio implementará o cadastro ambiental rural e defenderá a criação de uma legislação específica para cada bioma. Embora isso esteja presente na Constituição de 1988, atualmente só a Mata Atlântica conta com uma legislação específica.

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesAécio NevesEnergia Nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.