Encontro no Chile debate imprensa livre

Cerca de 400 jornalistas, editores e executivos de comunicação de toda a América Latina participarão de seminários e debates

GABRIEL MANZANO, O Estado de S. Paulo

15 de outubro de 2014 | 21h38

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) abre nesta sexta-feira, 17, em Santiago, sua 70.ª Assembleia Geral - a quinta realizada no Chile. Cerca de 400 jornalistas, editores e executivos de comunicação de toda a América Latina participarão de seminários e debates que se estenderão até terça-feira, 21. Convidada, a presidente chilena Michelle Bachelet deverá participar da cerimônia de abertura.

O eixo principal do encontro serão os relatórios nacionais sobre a situação da liberdade de imprensa. O do Brasil será apresentado por Marcelo Rech, integrante do Comitê Editorial da Associação Nacional de Jornais e diretor do grupo RBS.

O encontro terá homenagem aos 20 anos da Declaração de Chapultepec, uma carta de princípios assinada na Cidade do México, em abril de 1994. É considerada uma espécie de “Constituição Continental sobre a Liberdade de Expressão”.

O programa prevê, além desse balanço geral sobre o direito à informação - no qual as situações da Argentina e da Venezuela deverão ser os temas principais - seminários técnicos para discutir as novas estratégias de mercado em sociedades digitais e o surgimento de novos públicos que consomem, e também produzem, informação através dos smartphones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.