Anna Tenório/Estadão
Anna Tenório/Estadão

Encontro Nacional do Avante consolida André Janones como pré-candidato à Presidência

Em seu discurso, deputado federal criticou a polarização, se disse alternativa ‘de fato’ para a terceira via e afirmou que o foco da sua candidatura é o combate à desigualdade social

Anna Tenório, Especial para o Estadão

29 de janeiro de 2022 | 16h31

RECIFE - A pré-candidatura presidencial de André Janones (Avante-MG) foi oficialmente lançada neste sábado, 30. O deputado federal participou de evento em um hotel no bairro de Boa Viagem, no Recife, ao lado de aliados e correligionários. O local abrigou também o Encontro Nacional do Partido Avante. Janones e os e os dirigentes partidários procuraram unificar o discurso da alternativa pela terceira via. 

Em diversos momentos o pré-candidato mineiro ensaiou críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ao presidente Jair Bolsonaro (PL). “Não dá mais pra continuar nessa polarização onde quem mais sai prejudicado é quem mais precisa”, afirmou.

Durante entrevista coletiva, Janones reafirmou sua avaliação de que não existe de fato uma terceira via no País. E também disse que não considera que a retirada de outras candidaturas para fortalecer um único candidato no campo do centro político seja o caminho ideal. "Vejo com bons olhos a proliferação de candidaturas, não vejo como algo preocupante. Não vejo necessidade de unificação, unir uma terceira via. Ou a gente é democrata ou não é. Democracia é isso: pluralidade de candidaturas."

Os dirigentes partidários seguem animados com a pesquisa Ipec que apontou Janones com 2% das intenções de voto, mesma pontuação do governador paulista João Doria (PSDB). “Enquanto tem gente que tá aí a 3 anos pelejando. A gente sem nem lançar", disse André Janones em seu discurso.

Encontro Nacional

Os primeiros correligionários chegaram no local às 8h30 e o evento teve início duas horas depois, com testagem para covid-19 dos participantes. Além de Janones, estiveram presentes prefeitos, deputados e presidentes estaduais e municipais. A mesa do cerimonial foi composta por 31 integrantes, entre eles o deputado federal Sebastião Oliveira, líder do partido na Câmara, o presidente nacional do Avante, Luís Tibé, a presidente do Avante Mulher, Carol Canabrava, e o deputado estadual Rogério Leão (PL- PE). O deputado federal, Pastor Sargento Isidório (Avante-BA), entrou no auditório levantando a Bíblia.

No encontro o partido fez um balanço do crescimento da legenda desde as eleições municipais e planejou ações para o próximo pleito. A sigla agora conta com 8 deputados federais. Também houve ato de filiação.

Agenda na Capital

Janones chegou ao Recife ainda na sexta-feira, 28, quando esteve com correligionários no Palácio do Campo das Princesas para reunião com o governador Paulo Câmara (PSB). Na ocasião, o Avante defendeu o nome do secretário da Casa Civil José Neto para concorrer à sucessão ao governo pelo arco de alianças da Frente Popular.

O pré-candidato reiterou a tática de se dissociar de Bolsonaro. "Presidente Bolsonaro nunca foi e nunca será uma opção de voto. Não me permito e jamais me permitiria votar em um misógino, racista, homofóbico. Presidente Bolsonaro não é uma opção de voto, não existindo essa opção eu tive como única alternativa viável ao voto na candidatura do (Fernando) Haddad (do PT)", afirmou.

Perfil

Janones é deputado federal de primeiro mandato e ganhou destaque pela defesa do auxílio emergencial. Natural de Ituiutaba, no triângulo mineiro, já era advogado conhecido quando estourou a greve dos caminhoneiros em 2018. Seus vídeos informativos circularam por todos os cantos do Brasil e, em outubro daquele mesmo ano, se tornou o 3° deputado mais votado de Minas Gerais. Atualmente, nas redes sociais, André acumula 13 milhões de seguidores.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.