Emenda está na Câmara

No dia 4 de julho, o Senado derrubou a exigência do voto secreto no caso de processos de cassação de parlamentares que tenham se iniciado exclusivamente por quebra de decoro. O projeto foi apresentado pelo senador Álvaro Dias (PSDB-PR). A proposta vai agora para a Câmara dos Deputados, onde deverá ser aprovada em comissão especial e no plenário. Não haverá tempo para que a resolução, se aprovada, vigore já na votação do processo contra o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.