Em São Paulo, PT perde 38% dos votos em legenda

No pior resultado desde 1998, de acordo com registros da Câmara, o PT de São Paulo conquistou apenas

Ricardo Brito e Beatriz Bulla, O Estado de S. Paulo

21 de outubro de 2014 | 17h13

Brasília - Em São Paulo, Estado que reelegeu Geraldo Alckmin no primeiro turno e onde o tucano Aécio Neves abriu ampla vantagem sobre a presidente Dilma Rousseff, o PT perdeu 38% do total de votos em legenda recebidos para a Câmara dos Deputados entre 2010 e 2014. Nas eleições passadas, o partido reuniu 909,4 mil votos na legenda para a eleição de deputados federais. Neste ano, o número caiu para 563,4 mil.

No pior resultado desde 1998, de acordo com registros da Câmara, o PT de São Paulo conquistou apenas 10 das 70 cadeiras do partido na Câmara, ante 15 na eleição passada. O desempenho frustrou os planos do PT e do Palácio do Planalto, que apostava em novos puxadores de voto para pelo menos manter o mesmo tamanho da bancada. 

O quociente eleitoral para deputado federal por São Paulo - o número mínimo que cada partido ou coligação partidária precisa alcançar para eleger um parlamentar - foi de 299 mil votos na eleição deste ano.

Uma curiosidade é que, assim como no plano nacional, o PSDB também ultrapassou o PT no voto de legenda no Estado. Foram 974 mil na legenda para a Câmara dos Deputados em 2014, ante 847,2 mil no pleito anterior. Essa votação fez que com o partido subisse no período de 13 para 14 deputados em São Paulo. 

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.