Em São Luís, Castelo e Dino se enfrentam no 2º turno

Segundo dados oficiais, candidato do PSDB conseguiu 43,12% dos votos válidos, enquanto Dino ficou com 34,28%

Wilson Lima, especial para o Estado,

05 de outubro de 2008 | 20h41

A eleição de São Luís, que tinha uma tendência a ser decidida no primeiro turno, terá seu resultado definitivo apenas no segundo turno entre o ex-governador do Maranhão João Castelo (PSDB) e o deputado federal, Flávio Dino (PC do B). O resultado oficial da capital maranhense mostrava Castelo com 43,12% dos votos válidos e Dino 34,28%. Na terceira colocação, apareceu o ex-secretário da prefeitura de São Luís, Clodomir Paz (PDT), com 9,46%. Paz era apoiado pelo atual prefeito de São Luís, o também pedetista, Tadeu Palácio.   Veja Também: Especial: Perfil dos candidatos  Eu prometo: Veja as promessas de campanha dos candidatos  Ibope: Veja números das últimas pesquisas  Confira as imagens da votação pelo Brasil      Os dados divulgados pelo TSE mostraram ainda o candidato Raimundo Cutrim (DEM) com 4,51%; Cleber Verde (PRB) com 3,89%; Gastão Vieira (PMDB) com 1,95% e Welbson Madeira (PSTU) com 1,05%. Pedro Fernandes (PTB), Waldir Maranhão (PP) e Paulo Rios (PSOL) não chegaram a um 1% cada.   Segundo turno   O deputado federal Flávio Dino classificou como "vitória da humildade" a sua votação expressiva em São Luís, superando até as pesquisas mais favoráveis à sua candidatura, que apontavam um percentual na casa dos 28% de intenções de voto. "Vencemos porque somos simples. Agora, no segundo turno, o eleitor escolherá entre a política de Lula e a política de Fernando Henrique Cardoso", declarou Flávio Dino.   "Agora, não tenho outra alternativa: vou trabalhar muito. Mas, a partir desse momento, não deixarei mais ser atacado pelo meu adversário", prometeu Castelo. O resultado indicando segundo turno entre Castelo e Dino marca o fim da era pedetista à frente da prefeitura de São Luís. Foram três mandados consecutivos entre 1997 e 2008. Dois com o atual governador do Maranhão, Jackson Lago e outro com Tadeu Palácio.   O fim da hegemonia do PDT na prefeitura de São Luís é fruto de um racha interno entre 'pedetistas históricos', comandados pelo governador Jackson Lago e 'pedetistas palacianos', da ala de Palácio. Tanto que o governador do Maranhão pretendia apoiar João Castelo ao invés de Clodomir Paz.   Morte   Uma troca de tiros entre a polícia e cabos eleitorais do candidato a prefeito de Bom Lugar (a 230 km de São Luís), Rogério Costa (PP), resultou na morte de Cristiano Costa, conhecido como Cristiano Pitbull, também de um cabo eleitoral vindo de São Paulo, o qual ainda não foi identificado e ainda deixou um policial e uma outra pessoa feridas.   Além disso, as eleições no Maranhão também foram marcadas pela morte de cinco pessoas em um acidente ocorrido na cidade de Carutapera, distante cerca de 850 km da capital. Essas pessoas estavam sendo transportadas por um candidato a vereador do município.   Eleições suspensas em Benedito Leite   Uma revolta popular ocorrida no final da tarde deste domingo inviabilizou as eleições da cidade de Benedito Leite, distante 522 km de São Luís (MA). Por volta das 16h30, vários eleitores da cidade de Benedito Leite simplesmente quebraram e incendiaram todas as 16 urnas eletrônicas da cidade que estavam no único local de votação do município.   Conforme informações da Polícia Militar, a revolta teria começado depois que alguns eleitores que não moram na cidade, mas votam no município, descobriram que seus domicílios eleitorais foram transferidos. "Várias pessoas foram presas e vamos responsabilizar as pessoas que iniciaram essa revolta", disse a presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), desembargadora Cleomar Freire.   Em função desse problema, a corte do TRE-MA decidiu remarcar as eleições na cidade de Benedito Leite para o próximo dia 26 de outubro. As eleições no município estavam sendo disputadas pelos candidatos Júnior Coelho (PRB), Marcus França (PRTB) e Pene (PMDB).   Vereadores mais votados   Em São Luís, o vereador mais votado foi Edivaldo Holanda Junior, do PTC, que obteve 2,16% dos votos. Em segundo lugar, ficou o candidato do PSL Pereirinha, com 1,62%. Severino Sales, do PR, levou o terceiro lugar, com 1,61%, seguido por Osmar Filho, do PTC,com 1,4% e J. Pinto, do PR, com 1,25%.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.