Betto Jr.
Betto Jr.

Em Salvador, candidatos pedem a ‘bênção’ do Bonfim na largada da campanha

Candidatos do DEM e PT assistem à mesma missa juntamente com o prefeito e o governador, também adversários políticos

Regina Bochicchio, especial para o ‘Estadão’, O Estado de S. Paulo

26 de setembro de 2020 | 15h40

Benção em igrejas, caminhada, carreata, live e até protestos marcam o primeiro dia de campanha oficial em Salvador, apesar das orientações sanitárias para evitar atos de rua em razão da covid-19. Logo pela manhã, três candidatos devem ‘se esbarrar’ nas escadarias da Basílica do Bonfim.

Os principais adversários políticos nas eleições em Salvador, Bruno Reis (DEM) e Denice Santiago (PT), ao lado do prefeito ACM Neto (DEM) e do governador Rui Costa (PT), seus respectivos cabos eleitorais, assistem ao culto das 9h para pedir a benção ao Senhor do Bonfim. Já a candidata Olívia Santana (PCdoB) pegará a missa das 7h, que finaliza na hora em que seus adversários devem estar chegando ao local.

Na Bahia, pedir a benção ao Senhor do Bonfim está associado à proteção. Para os candidatos, funciona também como primeiro contato com os eleitores que, este ano, deveria ocorrer à distância em razão da covid-19.

As coordenações de campanha informaram que todos os protocolos de segurança serão cumpridos, como o uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social. Os candidatos também estão evitando chamar militantes e simpatizantes. Denice, por exemplo, vai transmitir sua visita ao Bonfim nas redes sociais.

Nos 13 dias que antecedem o início do horário eleitoral gratuito no rádio e TV, que começa dia 09, candidatos devem apostar nas redes sociais e atos de rua que evitem aglomerações, informam as assessorias de imprensa.

Pipoca - O candidato Bacelar (Pode) decidiu pedir proteção à uma entidade baiana, Santa Dulce dos Pobres, na paróquia que leva seu nome, em um bairro popular. Para “abrir os caminhos” durante a campanha, ao final da missa pretende tomar ‘banho de pipoca’ ainda na porta da igreja.

Já o Pastor Sargento Isidório (Avante) e sua vice, Eleusa Coronel (PSD) decidiram fazer uma live às 9h direto do Subúrbio Ferroviário de Salvador, área popular da cidade. Eles não divulgaram o local exato para evitar aglomeração.

Na mesma região do Subúrbio, estará o candidato Celsinho Cotrim (PROS), que fará caminhada com o ex-campeão mundial de boxe, seu vice, Acelino Popó. Segundo Cotrim, a caminhada será limitada a 15 pessoas, com máscara, distanciamento, álcool em gel “e só com acenos de mão, não com abraço nem aperto de mão”.

O psolista Hilton Coelho terá como ato inaugural de campanha um protesto contra a construção de uma estação elevada de esgoto na região da Lagoa do Abaeté, obra do governo do estado. Após ato de repúdio à obra, ele caminha até a Sereia de Itapuã, na orla marítima.   

O candidato da direita conservadora, Cezar Leite (PRTB) optou por uma carreata, pela manhã, também na orla, do bairro da Boca do Rio rumo ao Farol da Barra, cartão postal de Salvador.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.