Em Ribeirão Preto, MDB confirma aliança com o PSL

Partido lança a professora e historiadora Cristiane Bezerra como candidata a prefeita em chapa com Capitão Del Vecchio

Everton Sylvestre, especial para o ‘Estadão’, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2020 | 23h22

RIBEIRÃO PRETO – Na presença do deputado federal Baleia Rossi, presidente nacional do MDB, o partido confirmou nesta terça-feira, 15, o nome de Cristiane Bezerra como candidata a prefeita de Ribeirão Preto. O vice, Capitão Del Vecchio, é do PSL.

Na tentativa de reunir vários partidos, o MDB deixou sua convenção para o penúltimo dia do prazo legal. Os candidatos a vereador foram definidos antes, no dia 5. Em 2016, Cristiane já tentou ser vereadora, pelo PPS. Na Câmara, a professora e historiadora foi chefe de gabinete e assessora parlamentar. No executivo, foi secretária adjunta de Cultura nos mandatos dos ex-prefeitos Welson Gasparini (PSDB) e Darcy Vera (sem partido).

“Quando o poder chega até a gente, ele é sedutor. O que me pauta é a ética”, afirma Cristiane, que entrou na disputa à prefeitura de um dia para outro. O MDB escolheu o nome depois que João Gandini anunciou no sábado, 12, que não seria candidato. A aliança com o PSL estaria entre os motivos de Gandini ter desistido de se candidatar.

Para Entender

Calendário Estadão

As datas, definições partidárias, candidaturas e a cobertura especial do jornal das campanhas pelo País e nos Estados Unidos

Em uma rede social, o juiz aposentado fez metáfora com um casamento em que se acercam do noivo “aparentando boas intenções. Todavia, quando ele se apercebeu, já tinham escolhido a noiva (...)”.

Cristiane acredita que – apesar das diferenças entre uma mulher que se engajou no MDB pela primeira vez na época da luta pelo fim da ditadura, tornando-se amiga de Ulysses Guimarães, e das pautas que levaram o PSL a crescer nos últimos anos – é possível construir união. O PV compõe a coligação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.