Em evento com empresários, Skaf ouve de organizador que 'voto não será dele'

Declaração foi feita por João Dória Júnior, que organizou encontro do Grupo de Lideranças Empresariais (Lide) para ouvir as propostas do candidato do PMDB ao governo paulista 

Mateus Coutinho, O Estado de S. Paulo

27 de agosto de 2014 | 14h26

São Paulo - O candidato do PMDB ao governo paulista, Paulo Skaf, participou nesta quarta-feira, 27, de encontro com empresários organizado por João Dória Júnior que, ao apresentar o candidato, declarou: "Ele sabe que meu voto não será dele nessa eleição".

João Dória, que se apresentou como amigo de Skaf, organizou o encontro do Grupo de Lideranças Empresariais (Lide) para ouvir as propostas do candidato ao segmento. Skaf, então, subiu no palanque, falou por cerca de 25 minutos, e ao final tentou reverter a situação. "Vocês todos convençam o João a mudar seu voto", disse. O empresário, contudo, não poupou o amigo e retrucou: "A minha estima (por Skaf) é a mesma e o voto também".

Após a apresentação inicial, Skaf respondeu perguntas da plateia sobre temas como segurança, transportes, concessões públicas e impostos. Dentre as perguntas,o candidato foi questionado novamente  sobre quem votaria para presidente. Ele, então, brincou: "Vocês lembram para quem a Marina Silva votou em 2010?" 

O público ficou em silêncio e Skaf explicou que Marina votou nulo, mas depois reiterou sua posição de que "vota com o partido", em referência a aliança nacional do PMDB com a candidatura de Dilma. O público insistiu na pergunta e Skaf disse: "Pode passar para outra pergunta que eu vou dar a mesma resposta".

Mais conteúdo sobre:
EleiçõesPaulo Skaf

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.