Em evento, Chalita ataca Serra e defende Dilma

Em um indicativo de que deve escolher o tucano José Serra como alvo preferencial na disputa pela Prefeitura de São Paulo, o pré-candidato do PMDB, Gabriel Chalita, direcionou ontem a artilharia política ao ex-governador, acusando-o de ter sido o "único" político a regulamentar o aborto na rede pública quando foi ministro da Saúde.

O Estado de S.Paulo

01 de abril de 2012 | 03h04

Em um encontro com simpatizantes na zona norte paulistana, Chalita foi questionado sobre sua posição em relação ao aborto. Ele disse que nunca foi a favor da prática e atacou a posição de Serra nas eleições presidenciais de 2010, que chamou de "hipócrita".

Na eleição de 2010, Chalita foi um dos principais interlocutores de Dilma Rousseff com a Igreja Católica, quando a petista foi acusada de apoiar a descriminalização do aborto. Ontem, ele voltou a defender a presidente, dizendo que ela entendeu que "esse tema não é pauta da sociedade brasileira". / LUCAS DE ABREU MAIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.