Helvio Romero/Estadão
Helvio Romero/Estadão

Em debate, Skaf promete resolver panes da CPTM

O candidato do MDB ao governo de São Paulo disse no debate promovido pela TV Record que irá investir R$ 2,5 bilhões para sanar falhas nos trens que circulam o Estado

Cynthia Decloedt e Elizabeth Lopes, O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2018 | 14h05

Em debate promovido pela TV Record com os candidatos ao governo de São Paulo, na tarde deste sábado, o candidato do MDB, Paulo Skaf, prometeu, se eleito, investir R$ 2,5 bilhões para a troca do sistema elétrico e eletrônico dos trens da CPTM na região metropolitana de São Paulo para evitar falhas e panes e reduzir o intervalo entre os trens, além de "aumentar o potencial de transporte e dar conforto as pessoas". Ele afirmou ainda que os investimentos devem resultar em maior segurança para evitar o roubo de cabos.

No debate, Skaf disse ainda que os investimentos serão direcionados a 20 quilômetros de obras que estão paralisadas no monotrilho e também para continuar 30 quilômetros de Metrô. Ele comentou ainda sobre a necessidade de investimento nos trens que ligam cidades do interior de São Paulo, citando alguns trajetos que ligam cidades à capital de São Paulo. A resposta de Skaf foi em razão da pergunta do candidato do PRTB, Rodrigo Tavares, sobre mobilidade urbana.

Em seguida, Skaf indagou Marcelo Candido, candidato do PDT ao Palácio dos Bandeirantes, sobre regularização fundiária. Skaf citou que 1 milhão de famílias no estado vivem em áreas não regulamentadas. O pedetista disse que o processo de regularização deve ser intenso, mas alertou para os perigos que enfrentam as pessoas que moram em áreas de risco, por isso prometeu investir, se eleito, na construção de casas em parceria com os municípios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.