Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Em debate, jornalistas dão 'broncas' e candidato diz que não teme virar 'meme'

Em programa com candidatos ao governo de São Paulo na TV, apresentadores se tornaram atração à parte

O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2018 | 23h39

SÃO PAULO - Os apresentadores do debate ao governo do Estado de São Paulo na RedeTV! se tornaram atração à parte durante a transmissão do programa.

+ Veja quem são os candidatos a governador de SP nas eleições 2018

A jornalista Mariana Godoy repreendeu a plateia reiteradas vezes. Em um dos momentos, quando a plateia começou a bater palmas após a comissão negar pedido de resposta de Luiz Marinho (PT) a João Doria (PSDB), a apresentadora chegou a ameaçar retirar os convidados com a ajuda de seguranças da emissora.

Boris Casoy, um dos âncoras, advertiu o companheiro de emissora Reinaldo Azevedo, que se justificou com o governador Márcio França (PSB) ao dizer que o partido dele fez aliança informal com o PT. "Não, não, não, Reinaldo, isso foge das regras do debate", disse Casoy. A plateia riu.

Piada 

Rodrigo Tavares (PRTB) reconheceu que pode virar meme na internet. Ele se perdeu com o tempo de uma das respostas e, na participação seguinte, brincou. "Eu sei que vai ter gente na internet, que vai ter gente falando que eu tive o piripaque do Chaves. Mas errar é humano, não é?", disse.

Os candidatos ao governo do Estado de São Paulo nas eleições 2018 participam do segundo debate da disputa, que ocorre na RedeTV!, em São Paulo. O primeiro debate entre os candidatos a governador foi realizado pela Band no dia 16 de agosto, mesma data em que começou oficialmente o período para campanha eleitoral. Confira a matéria completa sobre o primeiro encontro dos candidatos

Durante o primeiro bloco, os candidatos responderam a questões de eleitores sobre temas como segurança pública, saúde, educação, transporte e abastecimento de água, sem direito a réplicas entre eles. O segundo bloco do debate foi marcado pela pergunta de jornalistas para candidatos, que gerou embates entre João Doriae Paulo Skaf sobre a decisão do tucano de abandonar a Prefeitura e o vínculo do emedebista com a Fiesp. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.