Em Cuiabá, Dilma promete criar Pronatec 2

CUIABÁ - A presidente Dilma Rousseff prometeu ontem, em Cuiabá, criar o Pronatec 2 se for eleita para um segundo mandato. O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego é uma das principais apostas da petista para a eleição de outubro. Na visita à capital de Mato Grosso, Dilma destacou a realização de 6,8 milhões de matrículas no programa, disse que a meta estipulada será cumprida e prometeu continuidade em um segundo mandato.

Eduardo Bresciani, Enviado especial - O Estado de S.Paulo

25 de abril de 2014 | 02h07

"Nós temos certeza que antes do fim do ano a gente vai ter cumprido os 8 milhões (de matrículas no programa). E aí, o que nós vamos fazer? Criar o Pronatec 2", afirmou a presidente ao discursar na formatura de 1.200 alunos do programa que fornece bolsas para cursos profissionalizantes. "O Pronatec 2 vai ser cada vez melhor, porque nós aprendemos com o Pronatec 1."

Orçamento. A presidente justificou o orçamento de R$ 14 bilhões do governo para o programa: "Por que nós colocamos R$ 14 bilhões do orçamento do governo federal (no Pronatec)? Porque esse dinheiro é um dinheiro que vem dos impostos que todo mundo paga, e é fundamental para o país que o dinheiro seja gasto naquilo que beneficia as pessoas deste país".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.