Em cenário estável, Alckmin venceria no 1º turno, indica Datafolha

Pesquisa de intenção de votos para o governo de São Paulo mantém liderança do atual governador, seguido por Skaf e Padilha

O Estado de S. Paulo

15 de agosto de 2014 | 07h47

O atual governador Geraldo Alckmin (PSDB) se mantém na liderança pela disputa ao governo de São Paulo e seria reeleito no primeiro turno, segundo pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada nesta sexta-feira, 15. O cenário eleitoral ficou praticamente estável desde o último levantamento, feito em julho, e traz Paulo Skaf (PMDB) com 16% e Alexandre Padilha (PT) com 5% das intenções de voto.

Na comparação entre as pesquisas, Alckmin oscilou um ponto porcentual para cima e Padilha, um ponto porcentual para baixo. Skaf registrou o mesmo resultado. Brancos e nulos somaram 12% e 7% dos entrevistados disseram não saber em quem votar. Os candidatos Gilberto Natalini (PV), Raimundo Sena (PCO) e Wagner Farias (PCB) tiveram 1% cada um. Laércio Benko (PHS) e Walter Ciglioni (PRTB) não pontuaram.

A pesquisa foi realizada entre os dias 12 e 13 de agosto e ouviu 2.045 entrevistados em 56 cidades. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número SP-00016/2014.

O maior índice de rejeição é do candidato petista, de 28%. Não votariam de jeito nenhum em Alckmin 19% dos eleitores e em Skaf, 20%.

Em um eventual segundo turno entre Alckmin e Skaf, o tucano venceria por 63% contra 26% do candidato do PMDB.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.