Em 2º nas pesquisas, prefeito aposta em reeleição em Manaus

Serafim Corrêa (PSB) diz que está tranqüilo sobre acusação de compra de votos no primeiro turno da disputa

Liege Albuquerque, O Estado de S. Paulo

26 de outubro de 2008 | 15h38

Os candidatos à prefeitura de Manaus votaram quase ao mesmo tempo, às 9h30 deste domingo, 26. O candidato à reeleição Serafim Corrêa (PSB) votou apostando que todas as pesquisas que apontaram o favoritismo do rival Amazonino Mendes (PTB) serão como as de 2004, quando venceu o atual rival na disputa. "O resultado da verdadeira pesquisa sai depois das 17 horas", afirmou. Amazonino disse estar votando tranqüilo quanto à decisão da Justiça Eleitoral, esta semana, sobre representação que aponta compra de votos por sua coligação no primeiro turno, com vale-combustível. "Tenho convicção que nada foi feito ilegalmente", defendeu.   Veja também:Geografia do voto: desempenho dos partidos no País  Cobertura completa das eleições 2008  Eu prometo: Veja as promessas de campanha dos candidatos Acompanhe a apuração em tempo real Tire suas dúvidas sobre as eleições    Segundo a juíza do pleito, Maria Eunice Torres, chegaram pela manhã denúncias que ônibus pagos pela prefeitura para conduzirem gratuitamente os eleitores estariam nas garagens. "Uma multa de R$ 50 mil reais por ônibus em garagem vai coibir essa atitude", disse a juíza.   A prefeitura, assim como no primeiro turno, pagou R$ 1,7 milhão para que os ônibus circulem gratuitamente durante a eleição com o objetivo de diminuir o percentual de abstenções. Mesmo assim, no primeiro turno foi de 15%. A expectativa é que o percentual seja maior, já que o dia da eleição ficou entre dois feriados: de sexta-feira, aniversário de Manaus, e terça, dia do funcionalismo público.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.