Eleitor não pode ser preso a partir desta terça-feira

Proibição dura até 48 horas depois do fim da eleição em segundo turno; prisão só pode ser em flagrante

da Redação

21 de outubro de 2008 | 14h30

A partir desta terça-feira, 21, os eleitores que voltam às urnas no domingo, 26, não podem ser presos nem detidos. A proibição dura até 48 horas depois do fim da eleição em segundo turno.  Essa determinação está no artigo 236 do Código Eleitoral e só permite a prisão em flagrante ou por desrespeito a salvo-conduto, segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2008TSE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.