Eleições mostram reação da oposição no Norte e no Nordeste, diz Aécio

Em visita a Manaus, senador e presidenciável tucano vê 'reinserção muito forte das oposições' nas regiões e 'espaço no Brasil para o contraponto'

Alfredo Junqueira, de O Estado de S.Paulo

26 de outubro de 2012 | 03h04

O senador tucano Aécio Neves (MG), pré-candidato à Presidência, afirmou na noite de quarta-feira, 24, que os resultados das eleições municipais mostram uma recuperação dos partidos de oposição nas Regiões Norte e Nordeste. O tucano passou nos últimos dois dias por três capitais onde correligionários disputam o 2.º turno: Belém, Manaus e São Luiz. Para ele, as urnas indicam que há no Brasil a vontade de debater um novo modelo de gestão dos recursos públicos.

"Nossa avaliação é que as eleições mostraram uma reinserção muito forte das oposições no Nordeste e no Norte do País. Estávamos fora dessas disputas quatro anos atrás. Já vencemos em duas capitais no Nordeste. Estamos em cerca de dez disputas de 2.º turno nessas regiões, todas com muita chance de vencer. Isso mostra que há espaço no Brasil para o contraponto, que há espaço no Brasil para discussão de um novo modelo de gestão", afirmou o presidenciável tucano.

Além das vitórias em Maceió, com Rui Palmeira (PSDB), e Aracaju, com João Alves (DEM), Aécio se referiu às disputas nas cidades de Campina Grande (PB), com Romero Rodrigues (PSDB); Teresina, com Firmino Filho (PSDB); João Pessoa, com Cícero Lucena (PSDB); Belém, com Zenaldo Coutinho (PSDB); São Luís, com João Castelo (PSDB); Salvador, com ACM Neto (DEM); Manaus, com Artur Virgílio (PSDB), e Rio Branco, com Tião Bolacom (PSDB). Para completar as cidades em que a oposição estaria disputando o 2.º turno nas Regiões Norte e Nordeste, seria preciso incluir as disputas em Macapá, com Clécio Vieira (PSOL), e Porto Velho, com Lindomar Garçom (PV).

Aécio esteve na capital do Amazonas para participar de um comício de Arthur Virgílio, líder da oposição no Senado durante o governo Lula. O senador tucano afirmou que a campanha de Virgílio tem caráter nacional e que sua vitória representará uma plataforma para a oposição em toda a Região Norte.

O tucano lidera com folga a disputa do 2.º turno em Manaus contra a senadora Vanessa Grazziotin (PC do B), apoiada pela presidente Dilma Rousseff e pelo ex-presidente Lula. O comício de Virgílio com Aécio reuniu cerca de 30 mil pessoas, segundo a Polícia Militar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.