Eleições em SP tiveram ‘clima de sossego’, diz presidente do TRE

Segundo Alceu Penteado Navarro, apenas uma urna foi roubada na zona leste da capital durante a madugada

Francisco Carlos de Assis, da Agência Estado

28 de outubro de 2012 | 17h33

SÃO PAULO - Em pronunciamento feito na tarde deste domingo, 28, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP), Alceu Penteado Navarro, afirmou que a eleição do segundo turno no Estado de São Paulo transcorreu dentro de um clima de sossego.

De acordo com ele, ocorreram poucos incidentes, com apenas uma urna roubada, na madrugada, na zona da leste da capital paulista. "O ladrão ingressou pelo telhado mas não sei por que, já que a urna não tem valor", disse, acrescentando que, se o ladrão pensou em vender a máquina para algum partido político, não teve sucesso. Isso porque, ao ser substituído, o novo equipamento cancela automaticamente o registro do anterior.

O presidente do TRE-SP disse também que oito pessoas foram presas em Santo André, na Grande São Paulo, e outras duas em Guarulhos. Segundo ele, de acordo com informação não oficial, teria havido uma denúncia de detenção de dois fiscais de partidos por briga em Diadema.

Com relação à substituição de urnas, Navarro comemorou o fato de em São Paulo poucas delas terem sido substituídas, apenas 0,20% do total. "Mas não teve nenhuma urna ‘de lona’ funcionando no Estado, todas foram substituídas por urnas eletrônicas", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2012SPTRE-SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.