Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

‘É uma contradição’, diz Moro sobre aliança entre Lula e Alckmin

Pré-candidato afirma que ex-governador está sendo incoerente considerando tudo que falou sobre Lula no passado

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de março de 2022 | 18h16

O ex-juiz e pré-candidato à Presidência Sérgio Moro (Podemos) classificou nesta quinta-feira, 24, a possível entrada do ex-governador Geraldo Alckmin (PSB) na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como uma “contradição” e afirmou que nada muda no cenário eleitoral.

De acordo com Moro, o ex-governador está sendo incoerente diante do seu histórico de divergências com o ex-presidente no passado. “É uma contradição, considerando tudo o que o ex-governador Alckmin falou em relação a Lula no passado, de que jamais estaria do lado dele, denunciando os próprios esquemas de corrupção”, afirmou em entrevista à Jovem Pan.

Segundo o ex-ministro, “Não existe nenhuma nota de arrependimento do Partido dos Trabalhadores em relação aos grandes escândalos de corrupção da Petrobras, por exemplo” e o fato de Alckmin entrar na chapa não altera essa questão.

Alckmin se filiou ontem, 23, ao PSB após passar 33 anos no PSDB, legenda que foi um dos fundadores, abrindo caminho para ser vice na chapa de Lula. No ato de filiação, o ex-tucano disse que Lula era a “esperança” do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.