Luis Blanco/Divulgação
Luis Blanco/Divulgação

Doria vota e fala em 'resgate' do PSDB 

Governador, que estava acompanhando de Covas, diz que a eleição será uma 'reafirmação' do partido no plano nacional

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

29 de novembro de 2020 | 12h12

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), recebeu o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), candidato à reeleição, em sua casa, nos Jardins (zona sul da capital), para que fosse votar no Colégio St. Paul, no mesmo bairro, na manhã deste domingo. Doria falou com jornalistas após cumprir a obrigação eleitoral, ressaltando "a beleza da democracia" e dizendo que a eventual vitória do candidato tucano, que havia sido seu vice na Prefeitura, representava "o resgate do PSDB".

"Hoje é dia de Bruno Covas em São Paulo", afirmou Doria, dizendo-se "emocionado". O governador afirmou ter visto "pessoas com mais de 70 anos, que nem precisavam votar" no colégio - Covas lidera entre o eleitorado mais velho, segundo as pesquisas.

Doria disse que a eventual reeleição do prefeito representaria "uma reafirmação e um resgate no plano nacional" de seu partido. "O PSDB caminha para ser o partido com o maior número de eleitores nestas eleições em todo o País", disse. "Isto é uma retomada importante para o PSDB nacionalmente."

"Superada esta eleição", continuou o governador, "não temos de pensar na próxima eleição, temos de pensar na Nação, no Brasil, em ajudar população a superar a gravíssima crise de saúde, do coronavírus, fazer a vacinação e libertar os brasileiros desta pandemia para que a economia possa ser retomada".

Doria deve acompanhar Covas com outros aliados durante a apuração dos resultados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.